Beleza e Saúde

Lipoaspiração de culote: Perguntas e respostas com Dr. André

Oi gente!!

Bati um papo com o Dr. André sobre lipo de culote. Olha que legal as informações que ele nos deu:

Algumas mulheres apresentam tendência a acumular gordura nessa região e não conseguem se livrar dela a não ser que emagreçam demais.

A gordura “resiste” ao emagrecimento por uma condição genética.

Quando o indivíduo emagrece, utiliza o tecido adiposo como fonte de energia através da ação hormonal. A gordura “localizada” é a mais resistente a períodos de inanição.

Por exemplo, quem tem “tendência a culotes”, quando emagrece, “utiliza” energia primeiramente da gordura no abdome, braços, tórax, face e, só depois, “utiliza” energia da gordura do culote, pois geneticamente, aquela gordura é mais resistente aos hormônios que induzem a quebra da gordura (lipólise).

Nesses pacientes, a lipoaspiração é uma excelente opção de tratamento.

É verdade que malhando as pernas consegue-se reduzir essa gordura dos culotes mais rapidamente?

Não é verdade; o músculo em atividade não utiliza a gordura mais próxima, como a maioria das pessoas pensa.

A forma que os músculos obtêm energia é determinada por hormônios, que vão atuar nos tecidos e órgãos à distância através da corrente sanguínea.  Assim, os músculos utilizam a glicose circulante na corrente sanguínea, a glicose armazenada nos próprios músculos e no fígado sob a forma de glicogênio, e, indiretamente, os ácidos graxos e glicerol a partir do tecido gorduroso distribuído pelo corpo.

O cirurgião pode garantir que o culote irá desaparecer após a lipoaspiração?

Não se deve garantir ou prometer resultados. A medicina é arte aplicada ao corpo humano, onde complexos processos biológicos dependentes de muitas variáveis influenciam na resposta, que é individual.

A pele com superfície regular, sem flacidez, com presença de boa cicatrização, alimentação saudável e obediência aos cuidados pós-operatórios são bons indicadores de que a cirurgia tem tudo para obter um resultado favorável.

No entanto, o tratamento dos culotes apresenta certa complexidade para o cirurgião plástico, que é o profissional habilitado para isso.

A dificuldade reside no fato de que a capacidade de retração da pele não é totalmente previsível. Assim, a retirada excessiva de gordura de uma só vez, sem a esperada retração da pele, pode resultar em flacidez de difícil tratamento.  O grau de flacidez vai determinar o emprego de técnicas e cuidados especiais.

A lipoaspiração isolada proporciona certa retração cutânea; o uso de cintas e malhas modeladoras auxilia no posicionamento da pele tratada para onde desejamos. Por essa razão, dizemos que a obediência às recomendações é tão importante quanto a cirurgia em si.

Uma estratégia que pode ser utilizada é o tratamento em dois tempos, ou seja,  lipoaspira-se parte da gordura, aguarda-se a retração da pele por alguns meses, e então realiza-se nova lipoaspiração da gordura remanescente. A utilização do laser (SMART LIPO, SLIM LIPO) associado à lipoaspiração, tem melhorado a retração de pele em alguns casos. Em casos extremos, a ressecção (retirada cirúrgica) de pele é necessária para obter melhores resultados.

Recebemos muitos pacientes com irregularidades, como saliências e depressões, alterações na cor da pele, cicatrizes nas áreas dos culotes após terem sido submetidos à lipoaspiração por profissionais não capacitados, ou seja, médicos não cirurgiões plásticos, e algumas vezes por não médicos. Nesses casos, o tratamento costuma ser ainda mais desafiador e, muitas vezes, necessita de mais de um procedimento para se amenizar tais alterações.

DrAndre-4

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

13 + dezenove =