Beleza e Saúde

Qualidade de vida: Conheça os benefícios das atividades físicas para crianças e idosos

Segundo recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde), as crianças devem praticar pelo menos 60 minutos de atividades moderadas e vigorosas diárias – aeróbicas, por exemplo – pelo menos três vezes por semana. Já para os idosos, este número passa para 150 minutos de atividades moderadas ou até 75 minutos na modalidade intensa semanais. Para ambos os casos, as recomendações são de atividades que estimulem a musculatura, ossos e também o equilíbrio.

“Em todas as idades, a prática de atividade física regular traz benefícios. Começar ainda na infância e manter uma maturidade ativa são formas de garantir mais qualidade de vida e saúde pois os exercícios ajudam no desenvolvimento motor, cognitivo, físico e social de crianças e idosos”, comenta o educador físico Rafael Zimak da Bodytech em Ribeirão Preto.

Conheça exemplos de atividades indicadas para cada faixa etária e seus benefícios:

O importante é sempre estimular os pequenos a brincarem ao ar livre ou praticar algum esporte.
créditos : Divulgação

De 1 a 10 anos

Aos 6 meses de vida, as crianças já podem receber estímulos cognitivos com o uso de brinquedos lúdicos. Já quando maiores, um dos desafios dos pais é tirar as crianças de casa para praticar algum exercício. Para fugir do sedentarismo e para diminuir os riscos de obesidade infantil e doenças, o importante é sempre estimular os pequenos a brincarem ao ar livre ou praticar algum esporte.

“Entre as modalidades que podemos destacar para esta faixa etária estão as lutas como capoeira, jiu-jitsu e judô, que ajudam no desenvolvimento dos reflexos e reações, flexibilidade, coordenação motora, concentração, força, equilíbrio, além dos valores como a tolerância, responsabilidade e respeito. A natação também é um exemplo que, além de todos estes benefícios, ainda auxilia na respiração e ativa a memória”, explica o educador físico Rafael Zimak da Bodytech que fica no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto. O profissional ainda ressalta que todas estas atividades, por serem coletivas, ainda ajudam na socialização.

60 anos e mais

Já quando falamos na terceira idade, a prática de exercícios físicos ganha caráter preventivo e de manutenção da capacidade funcional, física e até mental. “Naturalmente há uma perda cognitiva normal e de massa magra nos idosos. A prática da musculação, por exemplo, pode desacelerar esses processos e reduzir os efeitos do envelhecimento. Entre os benefícios estão o aumento da resistência dos músculos; mais sustentação à estrutura óssea evitando seu desgaste; auxílio na locomoção e equilíbrio”, comenta.

Na terceira idade, a prática de exercícios físicos ganha caráter preventivo e de manutenção da capacidade funcional
créditos: Divulgação

Outros exercícios indicados são a hidroginástica – que ajuda no condicionamento cardiorrespiratório e também é seguro em relação a lesões – e o pilates que trabalha a flexibilidade, fortalecimento dos músculos e equilíbrio. O educador físico ainda ressalta que cada caso deve ser avaliado com cuidado para aproveitar o melhor que cada um pode oferecer.

“Aos poucos, a população brasileira está mudando os hábitos de vida, inserindo as atividades em seu cotidiano e percebendo que a prática não faz bem só para o corpo mas melhora a qualidade de vida em geral”, finaliza o educador físico Rafael Zimak da Bodytech em Ribeirão Preto.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

2 + cinco =